Crimes virtuais: quando e como eles acontecem?

Durante a pandemia do coronavírus, os crimes virtuais aumentaram consideravelmente. Segundo relatórios de empresas de segurança, o número de tentativas de ataques gerais cresceu 15% de janeiro para fevereiro de 2020. Nas primeiras semanas de março, esse número cresceu 20% em relação a fevereiro. 

Quando relacionamos os principais crimes virtuais, percebemos que eles seguem um determinado padrão: 

  • E-mail ou SMSs, seguindo a linha visual ou textual de órgãos como a OMS 
  • Links com convites para colaborar em alguma ação de defesa do coronavírus 
  • Aplicativos que prometem algum rastreamento dos casos de coronavírus 

Para que o crime funcione, geralmente é utilizada a tática de phishing, quando um golpista utiliza um link ou site malicioso como isca para roubar dados do usuário. Essa prática, no entanto, é muito mais antiga que o covid-19. Mas por que, em momentos como de uma pandemia, esses ataques tendem a aumentar?

Aqui, listamos alguns motivos: 

  • Comunicação oficial dispersa 
  • Desinformação da população 
  • Falta de segurança digital apropriada 

No nível pessoal, isso pode ser corrigido através de comportamentos específicos, como a conferência das fontes dos links e a busca constante por informação oficial autenticada. Entretanto, quando estamos falando no nível empresarial, precisamos ir além. A mudança de comportamento é importante, mas é necessário estruturar um plano de segurança digital.  

A empresa que se preocupa, hoje, com a proteção de dados dos seus clientes, já está muito à frente. Esse será, inclusive, um dos destaques para a LGPD, por exemplo, que brevemente estará em vigor no Brasil. Ainda assim, a preocupação com a segurança digital deve ir além da norma, afinal, esse tipo de cuidado gera benefícios financeiros, por exemplo.  

Ao invés de reagir aos crimes digitais, use a precaução a seu favor.

Invista nas ferramentas certas, monte um plano de ação e comece hoje mesmo a reduzir a possibilidade de invasões indesejadas aos dados dos seus clientes. Para saber mais sobre como iniciar esse processo, entre em contato conosco e conheça nossos serviços de prevenção de ataques, proteção de dados, virtualização e migração para cloud.