Cibersegurança e LGPD: como proteger sua empresa

O campo da cibersegurança está evoluindo rapidamente. Uma das causas para esse desenvolvimento é o desenvolvimento de novas regulamentações que visam inibir os ataques no ambiente digital. Nesse sentido, entretanto, uma certa lentidão por parte das empresas brasileiras, na implementação de processos que garantem a segurança no ambiente digital. Segundo pesquisa, mesmo com o adiamento da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), 84% das empresas brasileiras ainda estão despreparadas no quesito cibersegurança. 

Isso é bastante relevante e precisa ser notificado, pois revela a quantidade de empresas que ainda estão descobertas de proteção. Nesse sentido, levamos em consideração tanto as adequações da LGPD, que em breve entrará em vigor, quando a cibersegurança da sua empresa. A Lei chega para acelerar esse processo, mas é preciso que você, gestor, tenha dimensão da importância desse cuidado, principalmente porque agora, com a pandemia do coronavírus, vivemos uma grande aceleração da cultura digital, que envolve diversos dados pessoais no processo. 

É importante ressaltar que nenhuma empresa está 100% segura virtualmente. Mas algumas medidas precisam ser implementadas desde agora, tanto para que exista a adequação à LGPD quanto para que exista o mínimo de segurança das informações. São elas: 

  • Analisar as bases jurídicas que tratam de dados pessoais 

  • Identificar e organizar os dados pessoais 

  • Divulgar de forma clara e em ambiente de fácil acesso, os procedimentos realizados com os dados 

  • Implementar um plano de formação e conscientização da equipe 

Esse último ponto deve ser um dos mais relevantes para a manutenção dessa nova política de segurança de dados dentro da empresa. Afinal, será preciso, necessariamente, criar uma nova cultura de tratamento dos dados, adequando as políticas internas. Todos os colaboradores precisam estar cientes dessa mudança e serem agentes da transformação. 

Além disso, outro fator muito importante são os softwares utilizados para que essa segurança seja realmente efetiva. Ou seja: muito provavelmente precisará ser feito uma adequação nos sistemas utilizados pela empresa, para que suas informações estejam mais garantidas. Esse é um processo lento, que precisa ser iniciado desde já para evitar complicações com multas (devido à legislação) ou mesmo de ataques inesperados que podem colocar abaixo projetos de longo tempo de preparação. 

Para garantir uma consultoria especializada, que se adeque às suas necessidades e seja transparente com relação às modificações necessárias, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar nessa transformação para uma segurança mais efetiva dos seus dados e de seus clientes.